Centro Histórico de Garopaba, Santa Catarina.

O Centro Histórico de Garopaba, atrai turistas brasileiros e estrangeiros, durante o ano todo, tendo seu ponto alto, no verão.

A cidade de Garopaba é considerada a Capital Nacional do Surf.

No site oficial, da Administração Municipal, tem muitas informações sobre a História, começando por aquela que indica Garopaba ter sido uma armação baleeira, isto é desmanchavam-se os produtos da empresa de caça e pesca.

No mesmo site, encontra-se a referência de que a armação baleeira funcionou entre 1793 e 1837-39, sendo que em 1751 foi criada a Freguesia de Nossa Senhora do Rosário da Enseada de Brito, onde se inseria a atual Garopaba.

O Centro Histórico se situa no aglomerado onde funcionava a Armação Baleeira São Joaquim.

“A armação foi um empreendimento que consistia de uma estrutura complexa e imponente para a época. Constava de edificações destinadas ao processamento e armazenamento do óleo e das barbatanas denominadas Casa de Engenho de Frigir e Casa dos Tanques, edificações destinadas à prática religiosa, a Capela São Joaquim atualmente a Igreja São Joaquim tombada pela Fundação Catarinense de Cultura e que constitui um dos mais significativos marcos da formação de Garopaba pelo exercício da liderança espiritual, social, cultural e econômica que exerceu por mais de 170 anos constituindo um dos fundamentos da formação da população de Garopaba.”


Neste sentido, imagens que demonstram a casa do administrador (atualmente Artesanato Paiol) Manoel Marques Guimarães que aportou em Garopaba no ano 1795 e faleceu 1824. Junto com a Igreja São Joaquim que fica ao lado, vimos duas edificações imponentes e que até hoje, chamam atenção dos visitantes.

Anúncios

A partir das fotos anteriores, uma galeria delas com casas situadas na Avenida dos Pescadores, onde as edificações deslumbram os passantes.

Anúncios

Da mesma forma, nas ruas próximas à Praça 21 de Abril, que fica em frente a Igreja São Joaquim, encontram-se edificações bem conservadas que remetem ao século XIX.

Adiante mais um bloco de imagens, pois o casario desperta a veia fotográfica de cada um.

Também ver a maré subir e entrar nos ranchos dos pescadores, é momento de deleite.

Da mesma forma, apreciar o nascer do Sol, neste Paraíso, reforça a vontade de viver e voltar outras tantas vezes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s